- O que é a Covid-19?


A Covid-19 é a maior pandemia da história recente da humanidade causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa infecção respiratória aguda potencialmente grave. Trata-se de uma doença de elevada transmissibilidade e distribuição global. A transmissão ocorre principalmente entre pessoas por meio de gotículas respiratórias ou contato com objetos e superfícies contaminadas.

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 40% das pessoas têm a forma leve ou moderada da doença, porém aproximadamente 15% delas desenvolvem a doença severa necessitando de suporte de oxigênio. Tem-se ainda que 5% da população que é afetada com a forma grave da doença e pode vir a desenvolver além das complicações respiratórias, complicações sistêmicas como trombose, complicações cardíacas e renais, sepse e choque séptico.

 

- Objetivos:


A Campanha de Vacinação no Brasil segue com os principais objetivos:

(12_19_02_979_Informe_Técnico_Vacina_COVID_19.pdf (mpgo.mp.br))


- Transparência:


As informações sobre a vacinação aqui trazidas, são instrumentos de transparência disponibilizados ao cidadão para que tenham ciência sobre o destino das vacinas, das pessoas vacinadas e para que possa interagir com o Município caso tenha conhecimento de alguma ilegalidade.


Nesse canal é possível que o cidadão acompanhe o trajeto da vacinação e fiscalize as medidas que estão sendo tomadas para o combate ao novo coronavírus.

 

- Ações de Vacinação Desenvolvidas pela Prefeitura Municipal de Uberaba:


O Plano Municipal de Vacinação de Uberaba segue basicamente o preconizado no Plano Nacional, previsto pelo Ministério da Saúde (PlanoVacinaoCovid_ed4_15fev21_cgpni_18h05.pdf (www.gov.br)).

 

O Município de Uberaba iniciou a campanha de vacinação em 19 de janeiro de 2021 pelo público prioritário da Fase I. Idosos asilados, pessoas com mais de 18 com deficiências institucionalizadas e trabalhadores de saúde. Nesse primeiro momento, as equipes vacinadoras foram até os asilos, residências terapêuticas, e aos pontos de trabalho dos profissionais da saúde, além da Central de Vacinas do Município.

 

Entretanto, ao considerar a magnitude dessa campanha de Vacinação Contra o Corona vírus, identificou-se a necessidade de reforçar a equipe e reestruturar o Plano inicial.

 

Para maior celeridade no acesso da população alvo à vacinação, foram organizados postos de vacinação híbridos (acesso para carro e para pessoas que precisem ir a pé).

 

Nesse início, todo o processo está ocorrendo por meio de registros manuais, contudo a PMU por meio da CODIUB preparou um cadastro para o seguimento da Campanha (http://uberaba.mg.gov.br/covidvacinacao) .

 

FASES:


Dessa forma, a se considerar os quantitativos de doses de vacina que recebemos, segue-se uma perspectiva de prioridade, que segue o Plano
Nacional de Imunização.

 

FASE I
1. IDOSOS ASILADOS
2. PESSOAS MAIORES DE 18 ANOS INSTITUCIONALIZADAS EM RESIDÊNCIAS INCLUSIVAS
3. PROFISSIONAIS DE SAÚDE


FASE II
IDOSOS COM 60 ANOS E MAIS

 

FASE III
PESSOAS COM COMORBIDADES: Diabetes, HAS, Insuficiência Renal, DPOC, Doenças cardio e cerebrovasculares, Doenças oncológicas, Anemia Falciforme, Transplantados, Obesidade.

 

FASE IV
1. PROFESSORES
2. FUNCIONÁRIOS
Escolas públicas e privadas
3. PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PERMANENTE E SEVERA

 

FASE V
1. FORÇA DE SEGURANÇA
2. GUARDA MUNICIPAL

 

FASE VI
1. FUNCIONÁRIOS DO SISTEMA PRIVADO DE LIBERDADE
2. POPULAÇÃO PRIVADA DE LIBERDADE
3. POPULAÇÃO DE RUA

 

FASE VII
1. PROFISSIONAIS DA LIMPEZA PÚBLICA
2. MOTORISTAS E COBRADORES DO TRANSPORTE PÚBLICO
3. TAXISTAS E MOTORISTAS DO TRANSPORTE PRIVADO

 

FASE VIII
POPULAÇÃO DE 18 A 60 ANOS, NÃO CONTEMPLADA NAS FASES ANTERIORES.

 

- Público Prioritário:

 

Para essa primeira etapa, o público-alvo da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 foi priorizado segundo os critérios de exposição à infecção e de maiores riscos para agravamento e óbito pela doença, considerando o quantitativo de vacinas disponível. Assim, até a disponibilidade de mais doses, o Ministério da Saúde recomenda a vacinação no Brasil para os seguintes grupos:


Trabalhadores de saúde

(equipes de vacinação que estiverem inicialmente envolvidas na vacinação dos grupos elencados para as 6 milhões de doses, trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados de Covid-19, trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência) e demais trabalhadores de saúde.

 

O Plano Nacional de Imunização, protocolo norteador para nossa campanha, quando lançado, deixou a priorização dentro do grupo de trabalhadores da saúde com uma apresentação genérica e ampla. Os cronogramas seguidos usaram a perspectiva de garantir a manutenção dos serviços de saúde essenciais, o funcionamento da força de trabalho dos serviços de saúde e a capacidade de atendimento da população vacinando os trabalhadores dessas linhas que estivessem envolvidos direta ou indiretamente envolvidos com o paciente COVID positivo ou suspeito. Assim, dentro dos próprios serviços ou grupos de trabalhadores da saúde, cabe ainda uma priorização com vistas à essa necessidade.

 

De acordo com o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, profissionais ou trabalhadores da saúde:


Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Desta maneira, compreende tanto os profissionais da saúde – como médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, serviços socais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares – quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas. Inclui-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos e doulas/parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados Assim, faixa etária não entra como critério de priorização nesse grupo, exceto se for para organização de cronograma. Da mesma forma, alguns cargos, inclusive administrativos, podem ser considerados como fundamentais para a manutenção e o funcionamento dos serviços essenciais.

 

Outra questão que cabe destaque é que algumas circunstâncias podem fazer com que essa sequência não seja contemplada em 100% de uma única vez, a se considerar a quantidade de vacinas recebidas, as determinações que acompanham cada remessa, e as necessidades dos serviços essenciais de assistência direta.


A Comissão de Vacinação em Uberaba tem tentado seguir a seguinte ordem de priorização:

 

OBSERVAÇÃO


Não são incluídos nesse grupo prioritário:

 

 

Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);


Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas);


População indígena vivendo em terras indígenas.

 

FASE II

IDOSOS COM 60 ANOS E MAIS - ESTAMOS SEGUINDO AS NORMATIVAS:
90 ANOS E MAIS: Iniciamos em 13/02.
85 A 89 ANOS
80 A 84 ANOS
75 A 79 ANOS
70 a 74 anos

 

ATENÇÃO:

As vacinas para as pessoas acamadas que se incluam nessas faixas etárias, estão reservadas, enquanto as equipes evoluem com a vacinação em domicílio.


OBSERVAÇÕES:

A apresentação de cronogramas específicos, com as datas que acontecerão a vacinação, depende do recebimento das vacinas, assim como da quantidade de doses recebidas e das determinações da SES MG e do MS, que acompanham cada lote.


De acordo com o quantitativo de remessas recebidas, mais fases de prioridades poderão ser definidas, assim como nova ordem de prioridade, para nortear a logística da campanha.

 

Nosso trabalho é alcançar 100% da população de Uberaba imunizada.

 


CODIUB
Categorias:
Portais
Utilidades
CODIUB © COPYRIGHT 2020. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
CODIUB